Transferência de Empréstimo à Habitação

Transferência de Empréstimo à Habitação

Se pediu um empréstimo para comprar a sua casa, saiba que não precisa de ficar vinculado na mesma entidade bancária até acabar o pagamento das prestações. Com a variedade de oferta no mercado, poderá conseguir um spread mais baixo e assim poupar um bom valor na prestação. Existem até entidades que suportam as despesas da transferência do processo (As entidades com que trabalhamos têm essa facilidade).

 

Inicialmente terá que analisar juntamente com o nosso intermediário especializado as ofertas no mercado e encontrar aquela que poderá lhe ser mais benéfica.

 

Quais as informações necessárias para facilitar a analise por parte do nosso intermediário especializado:

. Montante em dívida

. Spread

. Prazo

 

Maior Poupança

Além de obter melhores hipoteca com pagamentos mais baixos, com a nova proposta também pode economizar em outros produtos relacionados aos empréstimos, como seguro de vida e seguro multirriscos, bem como seguros, cartões de crédito, contas de poupança, etc. que você não usa.

 

Além dos produtos acima indicados, também deve examinar outros fatores para revelar se é hora de transferir a hipoteca. Entre eles, TAEG (taxa de cobrança anual global efetiva) e MTIC (valor total alocado aos consumidores). Esses indicadores cobrem todos os custos do crédito, ou seja, não consideram apenas os juros, mas também os demais custos.

 

E se o Spread for baixo?

 

De acordo com os novos regulamentos, 100% do meu empréstimo hipotecário pode ser financiado por outro banco?

De acordo com a nova lei do Banco de Portugal, nos primeiros dois anos após a obtenção da hipoteca, o valor da transferência não pode ultrapassar 85% do valor que solicitou inicialmente.

 

Depois de obter a aprovação de crédito do banco, posso recusar e escolher outro?

Sim pode. Nenhum banco obriga os clientes a aceitar as recomendações feitas. Portanto, pode até mesmo pedir a vários bancos para aprovar seu crédito e, em seguida, escolher o banco que oferece as melhores condições. Só se associa ao banco no momento da contratação do empréstimo, seja na compra ou na transferência de uma casa. Normalmente, ao fazer um pedido, deve assinar um documento bancário que atenda a todas as condições. Porém, mesmo que assine este documento, se você desistir, não será punido de forma alguma.

 

Quais são os custos de transferir o meu crédito habitação?

Em Portugal, hoje em dia, existem bancos que suportam todos estes custos, o que faz com que esta operação tenha custo zero. 

 

Por outro lado, existem entidades bancárias que lhe podem cobrar alguns serviços. Por exemplo, se quiser mudar de entidade bancária, vai ter uma penalização do seu banco atual. Essas penalizações podem de 0,5% se tiver uma taxa variável (EURIBOR + spread) ou de 2% caso tenha uma taxa fixa. Estes são os únicos custos com o seu banco atual. 

 

Comprei a minha casa no sistema de leasing, posso mudar de banco?

O leasing imobiliário tem uma particularidade que é a casa é do banco. O leasing é um contrato de locação financeira, em que a propriedade não é sua e sim do banco. Portanto, se recorreu ao leasing imobiliário e pretende mudar de banco, tem que voltar a pagar o IMT para que a casa passe para a sua e, só depois, transferir para outra entidade bancária. Contudo, em termos de custos, consideramos esta opção rentável na posição de alongar o crédito diminuindo a prestação.

 

Como transferir o crédito habitação?

Após recorrer-se a um simulador de transferência de crédito habitação e depois de se escolher a instituição financeira com a melhor solução, seguem-se três etapas para a conclusão do processo de mudança.

 

A primeira consiste em comunicar, ao banco escolhido, o desejo de mudar de banco para transferir o crédito, sendo, de seguida, necessário entregar alguma documentação

. Documentos de identificação dos titulares do crédito habitação;

Últimos três recibos de vencimento para trabalhadores dependentes ou recibos dos últimos seis meses para indivíduos que trabalhem por conta própria;

Declaração da entidade patronal;

Última declaração de IRS e Nota de Liquidação;

Mapa de Responsabilidades de Crédito do Banco de Portugal;

Caderneta Predial e Certidão de Teor;

Extrato bancário dos últimos três meses;

Comprovativos de IBAN e de morada.

Por outro lado, dever-se-á ainda informar a instituição na qual se detém atualmente o empréstimo de que se vai transferir o crédito habitação. Esta comunicação tem de ser feita com 10 dias de antecedência e, após este período, pode-se avançar com o processo.

 

A instituição na qual se contratou inicialmente o financiamento deve proporcionar ao banco para o qual se irá transferir o crédito habitação todas as informações e documentação necessárias num período máximo de 10 dias úteis.

 

Também é necessário referir que todos créditos habitação são eventualmente reembolsáveis antecipadamente, ou seja, é possível optar pela transferência para outra instituição.

® Costa Properties Todos os direitos reservados. AMI License: Lagos 12007 | Vila do Bispo 15742
Powered by Casafari CRM
(0) (0)
+351 282 761 384 +351 282 144 537
Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência de usuário. Ao usar o site, você confirma que aceita o uso de cookies de acordo com nossa política de privacidade.   Saiba mais